17 julho 2011

Enfim TÉCNICOS

Olá a todos os leitores e amigos!

Pois bem, nossa epopeia, nossa senda, nossa odiceia chegou oficialmente ao fim nesta última sexta-feira!
Podemos finalmente nos considerarmos técnicos em Eletrônica, e agora poderemos por exemplo, fazer com os pobres mortais não entendedores desta magia, o que dizia nossa amiga - agora técnica, Veridiana: "Com que tu pensa que está falando?", "Tu tá falando com um técnico em Eletrônica!".

Bom deixando de lado esta pequena brincadeira de superioridade de conhecimento, fazamos uma reflexão rápida do que foi estes maravilhosos cinco semestres:

1º Semestre: Bom, neste tempo ainda não éramos colegas, então eu falo por mim: período magico este, parece que foi ontem que eu entrei pela manhã, na sala 203, com a mestra Rosaninha dizendo: "Bom dia, na aula de CC nós vamos ver...". Sim eu posso falara com orgulho que foi a própria mestra que me introduziu neste novo mundo mágico de eletrons correndo, e Luzinhas Extremamente Divertidas brilhando fixadas nos nossos mais novos brinquedos, o proto-board.

2º Semestre: Enfim colegas. Quem poderia se esquecer dos transformadores - bom, o meu e do Murilo ficou como diria o professor Michel: "Nem uma queda de tensão!, é perfeito!", mas claro, que especialistas mesmo em fabricação de transformadores são o Jean e a Veri - afinal três não é pra qualquer um kkkk.

3º Semestre: Em minha humilde opinião, o mais cansativo e ao mesmo tempo mais animador, gratificante e inesquecivel semestre, é neste seis meses que damos adeus a nossa vida social e horas recomendadas de sono. Mas isso de nada importa, pois tínhamos a honra de termos a mestra Rosaninha como professora e amiga, fora as aulas com circuitos que sempre "funcionavam" de primeira em laboratório de Eletrônica Digital.

4º Semestre: Estes na verdade não tinha como ser legal, pois demos tchau para a melhor professora de todas! Momento muito obscuro este. Mas nem tudo foi por água abaixo, tivemos a oportunidade de termos aula com o mestre Bauer, a diversão de estudarmos via Pitu Motocross, começamos também a estudar o Atmel e tivemos a honra de conhecer novos professores, como o sor Alfredo, Willian, Tobias.

5º Semestre: Este nem parece ter acabado, eu vou dispensar comentários à respeito, minha forma de mostra luto pelo fim do curso!

Claro, que este minúsculo e pitoresco resumo acima descrito, não resume em nada os magníficos e divertidos acontecimentos e fatos por nos vividos, foi apenas uma forma de como diria alguém que conhecemos, parafrasear os principais fatos!

Mas então senhor Murilo, Jean e senhorita Veridiana, deixamos de ser meros cidadãos para enfim participarmos da seleta classe dos técnicos, e acima disso, dos TÉCNICOS em ELETRÔNICA!!!

Para encerrar, eu quero falar que além de uma enorme honra de ter vocês como colegas, é ter vocês como AMIGOS!!



5 comentários:

Jean Carlos disse...

Masahh, toh quase chorando agora! kkkk
Grande post Tiago, achei que nao iria cumprir o prazo novamente!
Pra mim tmb é um prazer lhe ter como amigo!
Grande abraço

Murilo disse...

Pois faço das palavras do Senhor Jean as minhas, otimo post!!
Realmente não há como descrever as alegrias e emoções vividas nas aulas de eletrônica e digo mais não hjá orgulho maior do que bater no peito e dizer sem titubear "Eu sou um técnico em eletrônica".
E parabéns a meus amigos, pois podemos dizer isso juntos e compartilhar a estadia na tropa de elite da eletrônica foi uma honra caros combatentes da infinita guerra dos eletrônicos contra as malevolas forças dos cursos inimigos.

Veri disse...

Adorei a retrospectiva, mas confesso que a minha "vibe" de "- Tu sabe com quem tu tá falando?" passou. Pois é... a vida é cinza mesmo! Se a gente analisar, 5 semestres nunca tornarão alguém "técnico", muito menos quando se trata de uma turma do tipo "cobaia".

Veri disse...

Assim, me deu um aperto no coração saber que a gente não vai ter mais aquelas horas diárias pra conversar feito louco na aula.

Veri disse...

Acho que a minha ficha não caiu ainda, porque se não... eu tava virada em lágrimas agora.

Postar um comentário